quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Refinamento e beleza das artes decorativas

Esta lindíssima imagem pertence a uma série de 11 pinturas murais do túmulo de Nebamon, o qual, segundo as suas próprias palavras foi «escriba que contava os cereais no celeiro das ofertas aos deuses». O seu nome quer dizer «O meu senhor é Amon», portanto Nebamon terá sido um alto funcionário ao serviço da máquina administrativa do clero de Amon.

Nebamon terá vivido algures entre 1400 e 1350 a.C. e as pinturas murais foram adquiridas pelo Museu Britânico em 1821 a partir de um coleccionador particular. Todavia, desconhece-se, para já, a localização do seu túmulo. Em 2009, o Museu Britânico organizou uma galeria para a exposição dos fragmentos murais restaurados ao seu antigo esplendor.

Para os meus estimados colegas, forneço dois links a partir dos quais podem observar a galeria mencionada:

www.britishmuseum.org/explore/galleries/ancient_egypt/room_61_tomb-chapel_nebamun.aspx

OU

http://umolharsobreomundodasartes.blogspot.com/2009/03/arte-da-antiguidade-arte-egipcia.html


P.S. O segundo link fornece uma visão bastante alargada sobre a Arte na Antiguidade, com grande relevo para a Arte do Antigo Egito, pelo que recomendo a todos os interessados que o visitem.

2 comentários:

  1. Apenas uma simples pergunta: onde estaria e como estaria hoje este fragmento de parede tumular se os ingleses não o tivessem levado para o British Museum, onde agora está limpo, bem conservado e à disposição de milhares de visitantes?

    ResponderEliminar